Nos anos 40, um homem de dom genuíno – Sr. Raul dos Santos Ferreira (in memorian) – com sua dedicação, perseverança e inovação, passou a escrever as primeiras páginas da história da comunicação no estado do Pará. De origem muito humilde, repassava os valores da dignidade, dos bons costumes, à moda antiga, aos seus filhos e descendentes. De personalidade forte e conservadora, regada a rígidos princípios morais e éticos. De certo, pilares da credibilidade que transmitia, a quem o conhecia, e que hoje reflete-se na filosofia da Rádio Rauland FM e um dos principais pilares de seu absoluto sucesso

Exerceu inúmeras atividades e ofícios: foi padeiro; trabalhou em bares e restaurantes da cidade, como atendente; foi açougueiro e pipoqueiro. Um verdadeiro exemplo de força de vontade. Seus filhos, ainda bem jovens, auxiliavam-no.

Com ampla popularidade, montou sua primeira “aparelhagem de som”: a única do Pará que possuía gerador próprio, para o caso de falta de energia elétrica nas festas e eventos, o que era muito comum naquela época. Ele tocando, era a certeza de que a música não ia parar, com ou sem “luz”, diferencial para os clientes, além da qualidade dos equipamentos e do som.

Com pioneirismo, introduziu o serviço de “propaganda volante” e sonorização de “poste”, na capital paraense. A sua marca já era constante na “cobertura” dos mais tradicionais acontecimentos culturais, políticos, sociais e religiosos, como o “Círio de Nazaré” que era transmitido pelo carro de propaganda conhecido e aguardado por todos, e que “desfilava” em meio à procissão, sonorizando e narrando “ao vivo”, a nossa festa de fé. A família também possuía um pequeno estúdio de gravação de fitas “k-7”, onde muito procuravam as gravações de qualidade inconfundível dos “rauland”, sob o especial comando do “Dj” e filho Raul dos Santos Ferreira Júnior.

Sempre íntimos das atividades que envolvem som, passaram também a instalar em automóveis. Os autofalantes, “forças” e equipamentos exclusivos davam aos veículos o “toque” especial da qualidade “rauland”, assim como o estúdio de gravação “ERLA”, que se transformara em Gravadora RJ, reconhecida no Brasil.

Os filhos do patriarca da família, Raul dos Santos Ferreira, passaram longos anos em terras norte-americanas, e de lá, trouxeram os recursos no início dos anos 60, para fundar a sociedade familiar, pautada na prestação de serviços de instalação e comercialização de alarmes eletrônicos e música funcional. Era o início da empresa “RAULAND BELÉM SOM LTDA”, que em evento de 12 de janeiro de 1979, incorporou ao seu patrimônio a 1ª FM do Pará, com a inauguração da Rádio Rauland FM, e por isso o slogan atualmente usado, já passou a operar antes de qualquer outra, pioneiramente, no ramo da radiodifusão FM, no Pará na frequência 95.1 e inaugurada no mesmo dia do aniversário da nossa Belém, fato que parece confirmar a ligação e o envolvimento de sua história, com a da nossa cidade – Belém. O “som cristalino”, “colorido”, como diziam os paraenses da época, estabelecia um padrão de qualidade absolutamente inusitado.

As empresas da família ganharam assim o nome: “terra de Raul” – Raul + Land –  em homenagem àquele patriarca que as fundou, hoje in memorian, e como forma de eternizar seu importante nome na comunicação paraense e não apenas no segmento rádio, destacando-se, hoje a Rádio Rauland FM – 95,1 Mhz, exatamente, por essa belíssima história sempre envolvida com o público e composta de nomes de muito prestígio e credibilidade do mercado local, atingindo aproximadamente 40 (quarenta) municípios, com seu sinal, no prefixo 95,1 e operando em Belém/Pará/Brasil, sendo recebida também para todo o planeta via site www.radiorauland.com.br, com muita interatividade nas mídias sociais: facebook, twiter, instagram, whattsapp, entre outras, com qualidade de som e de programação inconfundíveis tocando a música paraense, mas miscigenada aos estilos populares de todo o Brasil, contendo produtos entretanto que atingem as classes mais altas também.

O “target” para clientes que investem em mídia atinge a todas as classes pois a programação possui vários produtos (grade anexa), que se inter relacionam, prendendo a audiência de ponta a ponta da programação e fazendo com que um público mais popular, também seja convencido a permanecer sintonizado ao longo de programas românticos, ou dançantes que têm perfil mais estilizado e assim também são trabalhados nas mídias sociais. Podemos dizer, entretanto, se tivéssemos que definir perfil geral, que o público alvo coincidente e predominante é o de classe média com poder de compra, mas sem deixar de atingir outras classes.

Possui como pioneira FM do Pará, mais de 35 (trinta e cinco anos) na praça, com a força da qualidade de som, programação e a credibilidade, transparência e singularidade que marca a história da radiodifusão paraense como a tradicional precursora que acompanhou o crescimento do mercado local mantendo-se na preferência do público ouvinte, com jornalismo sério e desvinculado de bandeiras polí­ticas, garantindo efetividade de retorno as agências e clientes parceiros.